Como escolher as melhores cores para suas apresentações

Não é segredo nenhum que o ser humano é um ser visual, mas poucos sabem qual é o verdadeiro impacto em nossa resposta à informação das cores que constituem os efeitos visuais. A associação de cores não é meramente uma preferência, mas é influenciada pela cultura e evolução. Por exemplo, acredita-se que os humanos tenham aversão à cor marrom por causa da associação desta com produtos apodrecidos. Já o vermelho chama a atenção porque é um sinal universal de emoção intensificada. Apresentações que não são apenas visuais, mas também criteriosas no que diz respeito às cores, têm mais chances de comunicar a mensagem de forma eficaz. Neste artigo, vamos compartilhar algumas de nossas melhores dicas para criar uma paleta de cores poderosa.

Para definir o tom

Para escolher as cores da apresentação, comece por definir qual o tom você quer para sua apresentação. A mensagem deve ser empolgante? O objetivo é acalmar as pessoas durante um momento de tensão? Ou talvez tenha várias informações importantes que requerem o foco e a atenção da audiência por muito tempo? De qualquer forma, tente usar o guia abaixo para ajudá-lo a selecionar o ponto de partida certo para seu esquema de cores.

 

2015%2F12%2F29%2F19%2F37%2F48%2Fded1952d-080e-47dc-b0fd-76a386312d04%2Fsquares-colors

 

A teoria da pitada de cor

Depois de usar o tom da apresentação para definir a cor base, você pode selecionar o restante das cores. Na 99designs, usamos um círculo cromático e um pouco da teoria das cores como ajuda. Considere um dos seguintes temas:

07-Color-harmonies

Monocromático: uma cor em diversas tonalidades ou nuances.

O tema monocromático dá uma sensação de harmonia à sua apresentação e é visualmente prazeroso para quase todo mundo. Se fosse um alimento, seria espaguete com bola de carne – um clássico que, quando bem feito, é maravilhoso, mas, mesmo quando não tão perfeito, é difícil desagradar ou ofender alguém.

Correspondente: duas cores vizinhas no círculo cromático, e você escolhe diferentes tonalidades ou nuances para obter contraste.

Este método traz variedade, mas continua bastante seguro. É bom para chamar a atenção das pessoas e para assuntos complicados, sem o risco de sobrecarregá-las. Se fosse um alimento, seria panqueca mexicana: um pouquinho apimentada, mas ainda assim segura para se servir em um jantar.

Complementar: duas cores em lados opostos do círculo cromático e, novamente, com tonalidades ou nuances.

Este método chama a atenção! Quando vemos cores complementares, uma ao lado da outra, nosso cérebro fica carregado. Este tipo de disposição é melhor utilizado quando você deseja causar impacto. Se fosse um alimento, seria uma pimenta super ardida: algumas pessoas vão amar, mas pode ser muito forte para outras.

Tríade: três cores espaçadas igualmente em torno do círculo cromático, com pequenas variações na tonalidade das cores.

Este método é para usuários avançados. Quando usado corretamente, pode orientar o local para onde as pessoas olham, criando apresentações visualmente irresistíveis e equilibradas. Porém, leva facilmente ao erro. A tríade é um suflé de chocolate: gourmet, delicioso e vai conquistar praticamente todo mundo, mas é extremamente difícil de acertar. Uma dica a se ter em mente é dar um objetivo a cada uma das cores. Por exemplo, uma cor deve ser mais suave, a base para os espectadores, e as outras duas devem ser intencionalmente enfáticas.

O segredo é a aplicação cautelosa

Quando já tiver a sua paleta de cores, lembre-se de usá-la para direcionar a atenção, e não para roubar a cena. Por exemplo, veja como o tema monocromático abaixo foi aplicado à imagem. Da esquerda para a direita, a primeira cor foi usada para o título, a segunda para o corpo do texto e a terceira para o plano de fundo; a quarta e a quinta são cores enfáticas.

Screen Shot 2016-07-05 at 10.07.08 AM

Além disso, lembre-se de que as cores enfáticas devem ser usadas com moderação. Use-as para chamar a atenção para as partes mais importantes de sua apresentação, tais como as principais conclusões das quais as pessoas devem se lembrar.

Voltaremos a seguir para falar sobre como usar tipografia nas apresentações. Fique ligado!

Confira nosso próximo webinar

Reserve seu lugar