Os quatro tipos de aprendizes

 

Vai dizer que nunca decorou várias e várias páginas de um livro antes de fazer uma prova? Como a maioria das pessoas, você e seus amigos já desenvolveram inúmeras táticas para conseguir uma nota, não é mesmo? Talvez você tenha até feito cartões para memorizar o conteúdo, gravou seus professores ou fotografou o quadro para tentar se salvar na hora da avaliação, mas o fato é que um método que pode ser eficiente para o seu aprendizado pode não ser válido para quem está ao seu lado.

Cientistas e psicólogos desenvolvem há tempos uma série de maneiras diferentes para tentar compreender os modos pelos quais as retém o conhecimento. Entre as teorias mais populares, o método VARK (sigla em inglês para “visual, auditory, reading and kinesthetic; em português é considerado VAC, visual, auditivo e sinestésico) resume os principais caminhos para o aprendizado. Através dele, cada pessoa responderá diferente a cada tipo de método. O aluno auditivo, por exemplo, vai apresentar melhor retenção quando recitar as informações para o apresentador enquanto o sinestésico buscará consolidar o conhecimento através de atividades práticas.

Chame a atenção tornando sua apresentação mais interativa

Do outro lado, quem apresenta um conteúdo precisa ter clareza sobre as formas dististas de como a platéia recebe as informações. Mas como ter certeza que sua mensagem está sendo efetivamente passada para todos na sala? Se você quer educar um grande grupo de pessoas, você precisa saber como vai envolver cada um dos quatro tipo de aprendizes.

Existem algumas coisas simples que podem ser feitas. Baseadas no modelo VARK (VAC), saiba como ser altamente assertivo já em sua próxima apresentação:

Saiba mais sobre Prezi para seu negócio

Experimente Prezi gratuitamente